Topo_site_laura.jpg
 
Como economizar em Veneza!

Uma selfie em Veneza precisa ter

 

 

Se vc conhece Veneza sabe que economizar na cidade das águas é uma tarefa difícil, porém não impossível.

 

Só de falar ou pensar na cidade dos amantes, me vem a cabeça as máscaras carnavalescas, cenários de clássicos do cinema, os passeios de gôndolas, a Basílica de São Marcos...

 

Vou listar aqui duas situações para vc se organizar e poder colocar Veneza no seu roteiro de viagem.

 

Situação 1:

Um dia na cidade

Hospede-se fora da cidade. Se o seu roteiro é de um dia, o ideal é ficar fora da cidade. Os hotéis são caros e neste caso o translado até a ilha será feito com mais conforto, sem malas, levando em consideração que está sempre cheio.

 

Eu mesmo me hospedei no Novotel Venezia Mestre Castellana, um 4 estrelas com ótimo custo benefício e a 2 quilômetros da ilha. Link no final do texto.

 

Situação 2:

Dois ou mais dias:

Acredito que de dois a três dias são mais que suficiente para o turista.

Fique na cidade. Eu sei é o oposto da outra dica, mas procure por airb ou hotéis mais em conta, por que se ficar fora da cidade terá que pagar o “vaporetto” diariamente, duas vezes por dia pq o tickt vale apenas por algumas horas.

 

Sobre o Vaporetto

A típica embarcação de Veneza é usada como meio de transporte público nos canais da cidade. Vc pode atravessar de carro ou taxi, mais vai pagar bem caro por esse serviço.

O tícket custa 7,50 euros (valor de 2018) e vale por 75 minutos, ou seja, para sair da ilha é bem provável que terá que pagar novamente esse valor.

 

3 dicas bônus

Divida o passeio de gondola.

Essa dica só vale para quem não está em lua de mel, ok?!

Se vc estiver em até três pessoas, pode encontrar mais duas e poderá curtir o tour pelas águas de Veneza e ainda ouvir histórias da cidade.

No meu caso isso não foi possível, pq o “gondoleiro” só falou sobre o futebol brasileiro. #sina

 

Tenha um mapa ou app da cidade.

Isso vale não apenas para explorar melhor o local, mas para não se perder pelos labirintos de Veneza. Isso vai te ajudar na hora de encontrar um lugar pra comer, por exemplo.

Sem saber onde está e na hora da fome, vc vai acabar pagando mais, fique ligado.

Eu não usei um quando estive por lá, então acabei passando “algumas” vezes pelo mesmo lugar.

 

Não caia na tentação de “achar” que não precisa comprar o bilhete do vaporetto

Assim como acontece muito nos transportes públicos europeus não existe uma catraca para entrar, mas os cobradores estão espalhados pelas balsas validando o seu ticket. Caso não tenha comprado, terá que pagar uma multa – em torno de 60 euros. E não se preocupe, a cobrança é feito no cartão de crédito, ou seja, sem chances de “não tenho dinheiro”.

 

Então, com um dia ou 3, aproveite bastante o encanto que só Veneza tem.

O tradicional passeio de gôndola não pode faltar

venezavaporetto.jpg

No Vaporetto já dá para sentir a "vibe" de Veneza

______________________________________________________________________________________________________